Conferencistas

 

Daniel Sosa (Uruguai)

Daniel Sosa é um dos criadores do Centro de Fotografia de Montevidéu – CdF, onde atua como diretor desde 2002. O CdF dedica-se à promoção da fotografia no Uruguai e na América Latina. O Centro mantém uma coleção de mais de 100 mil fotografias históricas que abrangem um período entre 1840 e 1999, estendendo-se aos nossos dias. Coordena 9 salas de exposição que contêm obras de arte de fotógrafos contemporâneos do Uruguai e de outros países. É um dos editores da revista Sueño de la Razón. Produz o f/22, programa de TV semanal dedicado a pensar e promover a fotografia. O CdF organiza o Festival Internacional de Fotografia – MUFF – a cada três anos, do qual Daniel Sosa é o diretor.

 

Graciela Iturbide (México)

Graciela Iturbide nasceu na Cidade do México. Entre 1970 e 71 Trabalhou como assistente de Manuel Alvarez Bravo, acompanhando-o em suas várias viagens fotográficas por todo o país. Na primeira metade dos anos 1970, Iturbide viajou amplamente pela América Latina, em particular para Cuba. Também fez várias viagens ao Panamá. Em 1978 Iturbide foi comissionada pelo Arquivo Etnográfico do Instituto Nacional Indígena do México para fotografar a população indígena local. Em 1979 ela foi convidada pelo artista Francisco Toledo para registrar o povo Juchitán que faz parte da cultura zapoteca, nativa de Oaxaca no sul do México. A série de Iturbide, que começou em 1979 e vai até 1988, resultou na publicação de seu livro “Juchitán de las Mujeres”, em 1989. Entre 1980 e 2000, Iturbide foi convidada para trabalhar em Cuba, na Alemanha Oriental, na Índia, em Madagascar, na Hungria, em Paris e nos EUA, produzindo vários importantes grupos de trabalho. Ela continua a viver e trabalhar na Cidade do México.

 

Maíra Gamarra (AL)

Maíra Gamarra é fotógrafa, produtora cultural, curadora, editora e pesquisadora de fotografia. Natural de Maceió (Alagoas), graduou-se em turismo e em comunicação social/fotografia. É idealizadora e curadora do Mira Latina, projeto de intercâmbio artístico que investiga a produção fotográfica latino-americana, seu objeto de estudos também como mestranda no Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Estudos Latino-Americanos da Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Foi uma das criadoras e integrantes do coletivo 7Fotografia, é coorganizadora e cocuradora dos festivais Mesa7 e Confluência. Participou de eventos como E.CO – Encontro de Coletivos Fotográficos, San Jose Foto, Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo e FestFoto Bolivia.

 

Titus Riedl (PE)

Titus Riedl é doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará, possui mestrado em Sociologia pela mesma instituição, e, também em Letras / História / Africanística pela Universidade de Colônia, na Alemanha. É professor de História da Universidade Regional do Cariri, no Crato, interior do Ceará. Tem experiência como curador de exposições de arte popular e na área de pesquisa em História. Foi contemplado com os prêmios Marc Ferrez e Chico Albuquerque de Fotografia. Realizou estudos sobre relatos de viagem do século XIX, abordando questões indígenas e a iconografia da morte, fazendo parte do grupo ´Imagens da morte´. Foi um dos fundadores da Fundação Casa Grande, em Nova Olinda, é membro de conselho curador do Memorial da Cultura Cearense, fez parte da coordenação do Geopark Araripe, do Museu de Paleontologia de Santana do Cariri e da antiga tipografia Lira Nordestina. Integra o grupo de docentes do Mestrado ProfHistória. Mantém o site: www.fotografiapopular.com.